No rastro de um torturador

Uma série documental, uma reportagem em texto e, mais tarde, pela produtora Eder Content, um jogo de tabuleiro, foram as formas que a investigação do UOL se serviu para distribuir seu conteúdo jornalístico. Foram mais de 13 horas de entrevistas com o tenente-coronel Paulo Malhães, ex-agente do Centro de Informações do Exército (CIE), que falou sobre quase tudo o que lhe foi perguntado nos meses que antecederam sua morte, em 2014. Ele foi um dos únicos a contar como eram, em detalhes, as práticas da repressão durante a ditadura.

Link para o projeto: bit.ly/rastro-torturador